PORTUGUÊS

O baixo brasileiro José Gallisa nasceu em Ouro Preto e estudou violoncelo pela primeira vez antes de passar a cantar na Universidade de Minas Gerais.
Com uma bolsa do governo brasileiro, ele estudou dois anos em Londres na Royal Academy of Music e outros. com Glenville Hargreaves. Depois de voltar para casa, ganhou o 1º prêmio no concurso de canto do Ministério da Educação do Brasil.

Pouco tempo depois, ele estreou na Ópera de São Paulo no papel de Talpa em IL TABARRO e como Simone em GIANNI SCHICCHI. José Gallisa desenvolveu seu primeiro repertório de ópera na Ópera Estadual de São Paulo. Vários papéis em seu assunto seguiram: Ramfis e Il Re em AIDA, Nourabad em LES PECHEURS DE PERLES, Il Comendador em DON GIOVANNI, Reinmar em TANNHÄUSER, Samuele em UN BALLO EM MASCHERA, assim como Montano / Ludovico em OTHELLO, Pistol em FALSTAFF e Il Dottore em LA TRAVIA.

A José Gallisa foi confiada a participação de três de suas óperas em homenagem ao compositor brasileiro Carlos Gomes - IL GUARANY (Don Antonio), LO SCHIAVO (Goitacá) e FOSCA (Gajolo) e posteriormente recebeu o Prêmio Gomes por cantar.

Nos palcos internacionais, José Gallisa cantou LOTARIO e RADAMISTO no 30º London Retail Festival com Dannys Darlow e mais tarde Bartolo no LE NOZZE DI FIGARO com Sir Colin Davies em Londres. Ele cantou no Dubai Opera Festival no AMAHL AND THE NIGHT VISITORS e viajou pelos EUA com a London City Opera como Zuniga no CARMEN. No Festival do Amazonas, ele desenpenhou Papéis como Sparafucile em RIGOLETTO, Il Comte des Grieux em MANON e Fafner em SIEGFRIED.

De 2004 a 2007, José Gallisa cantou alternadamente no Rio de Janeiro, San Diego e São Paulo: 2004 o Sarastro na produção de abertura da ópera no Rio de Janeiro, depois na Ópera de San Diego Il Re na AIDA, o hebraico antigo em SAMSON ET DALILAH, Nourabad em LES PURCHEURS DE PERLES (2004 e 2007), o Heerrufer em LOHENGRIN; e Alidoro de LA CENERENTOLA, Don Antonio em IL GUARANY (Gomes), Colline em LA BOHÈME no Festival do Amazonas e Sparfucile em São Paulo.

Em 2008, José Gallisa estreou na Alemanha no Teatro Bremen. Funções importantes desde então incluem Zacharias em NABUCCO, MAOMETTO II na ópera de mesmo nome, Oroveso em NORMA, Sarastro em DIE ZAUBERFLÖTE, Ramfis em AIDA, Komtur em DON GIOVANNI e o príncipe Gremin em EUGENE ONEGIN.
Em 2010, José Gallisa cantou Timur em TURANDOT no palco do Teatro Bremen e Baldassare em LA FAVORITA (Donizetti) e Ludovico em OTHELLO (Verdi) no Teatro Gießener.
Em 2011, cantou o Raimondo em LUCIA DI LAMMEMOUR em duas produções: Teatro da Ópera do Rio de Janeiro e Teatro Independência de Mendozas (Argentina).
No mesmo ano, ele cantou no Mainz Theatre Collatinus em THE RAPE OF LUCRETIA (Britten) e Tom em UN BALLO IN MASCHERA (Verdi), 2012 Don Alfonso em COSI FAN TUTTE, Gremin em EUGENE ONEGIN (Tchaikovsky), Banquo em MACBETH (Verdi) , 2013 Mefistofele em Boitos MEFISTOFELE.

Ele está no Teatro Osnabrück desde 2014 e cantou Don Bartolo no LE NOZZE DI FIGARO e Wesener no SOLDATEN de Gurlitt. Posteriormente, Fiesco no SIMON BOCCANEGRA de Verdi, Heinrich em LOHENGRIN, Sarastro em DIE ZAUBERFLÖTE, Rocco em FIDELIO, Alidoro em LA CENERENTOLA e na próxima temporada  Pogner em DIE MEISTERSINGER.

© 2020 by JOSÉ GALLISA